quinta-feira, 26 de julho de 2012

HUMOR IX














 






































Chorava o néctar

A bela flor solitária
é visitada pelos pássaros
pelas amigas abelhas
e outros insetos
quando seu néctar termina
sozinha fica
sob as intempéries
deprimida pensa
e desnuda sua angústia
sua vívida cor parece não mais atrair
e a dor nasce no lugar do novo botão
felicidade passa como os ventos
e o que fica é a dor da existência
o tempo machuca como granizo
ou como o limpar da ferida ardida
e a saudade não a deixa matar a esperança
pobre flor que ainda tenta ser linda
mas não sabe agora se os bichos afagarão suas pétalas.

terça-feira, 17 de julho de 2012

ERROS DE PORTUGUÊS QUE ME IRRITAM



  Hoje quero discorrer sobre o que tenho observado na escrita das pessoas pela internet. Tenho, como as poucas pessoas que procuram não maltratar o português, percebido erros pavorosos na escrita e um pouco também na fala alheia. Não sei se é um transtorno obsessivo compulsivo meu, mas não é preconceito linguístico, aliás, ainda exerço a função de educadora (antes que algum revolucionário da língua se exalte). Coloquei os principais e mais irritantes erros, e espero que sirva para alguns aprenderem, pois atualmente o valor à escrita perfeita é pouco visto e a falta de instrução chegou até as salas de aula, pasmem, não somente pelos alunos, mas através das novas levas de professores mal formados, de diversas disciplinas, que escrevem muito mal e estão lecionando nos mais diversos locais. Outro problema muito frequente é o da acentuação, ou seja, além da confusão do "x" ou "ch", "s" ou "z", é frequente o problema de não saberem acentuar as palavras, assim como os graves erros de concordância de todos os tipos. A dificuldade para elaborar textos compreensíveis junto a esses problemas gramaticais, tem levado ao mercado de trabalho essas deficiências que são refletidas em todos as áreas do conhecimento e do mercado, e prejudica todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente. Frequentemente lembro meus alunos que devem ler o que escreveram antes de entregarem, imaginando o que o leitor pensaria lendo aquilo. Faça você também, eu sempre faço, assim detecta-se erros quase imperceptíveis mas que podem mudar o sentido de tudo. Veja os principais erros que selecionei:

  •  DE REPENTE ou DERREPENTE: Se escreve DE REPENTE. As palavras ficam separadas, a preposição "de" e o substantivo "repente", é o mesmo "que de ímpeto", "de súbito".
  • ANALISAR, ARRASAR, QUISER, INVÉS, ATRAVÉS, SUBSÍDIO, QUIS e FASE - Sim se escrevem com "S" pelo amor de Deus! Tem gente que ama o "Z"! Tenho visto isso em todos os locais, por favor, desapeguem-se do "Z" inconveniente e intruso!
  • A GENTE E AGENTE: A GENTE se refere as pessoas, ou seja, uma forma usada para se referir à  primeira pessoa do plural "nós" e AGENTE é um substantivo que designa uma pessoa que exerce alguma atividade como agente de viagens, agente de investigação, etc. 
  • MECHA e MEXA:  Estes causam muita confusão! Leia e entenda: "Não mexa na mecha de meu cabelo". Entendido? "Mexa" é do verbo "mexer" enquanto que "mecha" é uma porção de fios de cabelo, ou seja, um   substantivo!


  • FACHADA, FAXADA E FAIXADA: "FACHADA" grafada muitas vezes incorretamente como "FAXADA", é o correto quando nos referimos a uma frente de construção arquitetônica. FAIXADA é uma faixa de espaço físico. 


  • POUSAR e POSAR: Meus Deus essa me arrepia! Quem POUSA é avião, ou seja, usa-se para aterrissagem de veículos aéreos (fazer um pouso) ou hóspede que pousa na pousada! Já quem POSA, o faz para um pintor, escultor ou fotógrafo, a fim de reproduzirem a imagem (fazer pose).

  • CÂMERA e CÂMARA: Estes confundem! CÂMARA refere-se tanto à compartimento, equipamento, como aos órgãos executivos e legislativos. Já CAMERA é uma palavra inglesa, mas no dicionário de língua portuguesa contemporânea da academia de ciências de Lisboa já se inclui a grafia CÂMERA, que é uma variação usada aqui no Brasil com muita frequência para se referir aos equipamentos de foto e filmagem.

  • EXPRESSO ou ESPRESSO: Falando do sagrado cafezinho de todo dia: EXPRESSO significa algo "claro", "preciso", "formal", "rápido". Já a palavra ESPRESSO não existe na língua portuguesa, deve ser usada grifada ou em itálico, é uma palavra italiana, mas ambas as formas têm o significado de "espremer", "apertar", "tirar de".
  • MOSTRUÁRIO ou MONSTRUÁRIO: MOSTRUÁRIO é o local onde se expõe mercadoria, amostras, entre outras coisas ao público. Já MONSTRUÁRIO não existe apesar de aparecer de vez em quando em cartazes de mercados escritos erroneamente. Porém, encontrei em um site de letras de músicas uma banda assim chamada, será uma banda formada por monstros?


  • INCÔMODO/INCOMODAR: Se tem uma coisa que me irritou várias vezes foi ler "encomodo" e "encomodar", quase morro! Acho que não preciso escrever mais nada sobre isso...

  • JANTAR: Sim, isso mesmo, pare de falar ou escrever "janta", pois essa é uma forma de conjugação do verbo e não o substantivo.

  • SOB e SOBRE: Essas são palavras de sentidos opostos, sendo que SOB significa "debaixo de" (vem de "sub") e SOBRE significa "por cima de" (vem de super). Certa vez vi uma faixa onde estava escrito: "Sobre nova direção" ARGH! Minha vontade era de arrancar aquela faixa nociva à sociedade, mas eu não podia fazer isso! Tinha gente olhando. Veja os exemplos do uso correto dessas palavras: "Sobre a mesa" (em cima da mesa); "sobre a disciplina de química"."Sob a mesa" (embaixo da mesa), "sob pressão" (submetido à pressão), "sob tutela", "sob comando".
  • ALÉM e AQUÉM: Essas são palavras opostas onde ALÉM significa "a frente", "do lado de lá", "mais longe", "superior", enquanto que AQUÉM significa "abaixo", "inferior", "atrasado". Nunca as escreva com as sílabas separadas!
  • MAS e MAIS: Estes dois são comumente confundidos, infelizmente. A palavra MAS atua como conjunção coordenada adversativa, indicando oposição, assim como as palavras "porém', "entretanto", "todavia", e "contudo".  Exemplo: "estudei, mas não entendi toda a matéria", "você é sincero, mas não é calmo". Já a palavra MAIS é um advérbio de intensidade, sendo o oposto de MENOS. Veja os exemplos: "Sou mais bonita que você, mas você é mais simpática".
  • LEPTOSPIROSE: Essa a forma correta! É uma doença causada por uma bactéria gram-negativa, a Leptospira interrogans que é transmitida pela urina de roedores contaminados. Por tudo que é sagrado não fale e não escreva "lectospirose", além de feio é totalmente errado! Não sei quem começou com isso, vejo constantemente esse erro!
  • SUPÉRFLUO: Um erro grotesco que vejo demais é o de escreverem "supérfulo", credo! O correto é supérfluo, que significa "demasiado", "excedente", "desnecessário".
  • GATO SIAMÊS e GATO PERSA: Que raiva que me dá gente que fala gato "sianês" e gato "persia", e quando não confundem gato branco com siamês! Deus dai-me paciência!
  • AURA e ÁUREA: Um dos erros que me deixa com os cabelos em pé é este: "Nossa! A aurea dela é linda, ela é uma pessoa muito bondosa! ARGH ARGH ARGH! É AURA o correto! Veja: de acordo com inúmeras religiões a AURA é um elemento imaterial etéreo que envolve seres e objetos. Já ÁUREA e ÁUREO (do latim Aurum feito de ouro, valioso) refere-se ao ouro, dourado, magnífico, valioso, proporção áurea (número do ouro). A palavra ÁUREA foi utilizada para a elaboração da lei sancionada em 13 de maio de 1888, a lei que extinguiu a escravidão no Brasil.
  • LAGARTO, IOGURTE, MORTADELA: Não é "largato", nem "iorgute", muito menos "mortandela"! É tão comum  muitas pessoas falarem assim que está virando verdade! ARGH!
  • HIPOCRISIA não é hipocresia, pelo amor de Deus! Por acaso você é hipócrita ou hipócreta? Você é HIPÓCRITA!
  • CÍNICO E SÍNICO: Quando você quiser agir com desaforo ou cinismo você estará sendo CÍNICO (Palavra que tem origem de uma corrente filosófica fundada por Antístenes, discípulo de Sócrates, da moral ascética que praticava o desdém absoluto das conveniências morais e o desapego aos bens materiais, bastante professada por filósofos como Diógenes), mas posteriormente o termo passou a designar de modo pejorativo pessoa inconveniente, sem pudor e indiferente ao sofrimento humano. SÍNICO e SINISMO são relativos aos chineses.


  • JEITO é jeito! Parece ridículo eu ter que dizer isso, mas infelizmente tenho visto muita gente escrever essa palavra usando a letra "G"! Trágico! Trágico!
  • VOCÊ não tem cedilha! Não é necessário! Utiliza-se a cedilha para diferenciar a pronúncia ambígua do "C" latino que precede as vogais "A", "O" e "U". Por exemplo: caca e caça. Já na palavra "cesta" porque eu precisaria cedilhar o "C"? Então não cedilhe VOCÊ!

  • AMERICANO ou NORTE AMERICANO: O povo tem uma mania de dizer que estadunidense é americano, coisas do tipo: "fulano é americano". Preste atenção, nós brasileiros também somos americanos, mas sul-americanos! Assim devemos especificar, portanto quem nasce nos Estados Unidos é norte-americano, assim como os canadenses. Lembra-se das aulas de geografia e as localizações no globo? Muita gente não sabe nem onde fica o México!  
  • O QUE TEM A VER? Muita coisa ou não! Exemplo: "Ele não tem nada a ver comigo" ou seja, ele não tem nada que me interesse, ele não tem nada que ver comigo, ele não tem nenhuma relação comigo. A expressão "a ver" é formada pela preposição "a" e o verbo "ver". Enquanto que HAVER é um verbo que tem o sentido de "existir", "ter", ou ainda de "ter crédito". Por exemplo: "Ele recebeu a primeira parcela de empréstimo, mas ainda tem a haver 300 Reais", "Não pode haver um cisco neste piso".
  • CUMPRIMENTO e COMPRIMENTO: "Eu cumprimentei a costureira por deixar a minha calça no comprimento correto". Ou seja, "cumprimento" vem de cumprir, e "comprimento" de tamanho, extensão (comprido).

Bom, entendeu ou quer que desenhe? E não me irrite mais! Sempre revise, ou use o corretor ortográfico se não há jeito mesmo! Espero que tenha sido útil para alguns, e quando eu errar pode me avisar também! É um favor que estará me fazendo. E você? Vê erros que te irritam constantemente? Comente aqui. Até a próxima!